Portes grátis a encomendas superiores a 39€ para Portugal Continental

Saiba por que o plástico é um problema para o Meio Ambiente.

Escrito em 01 de setembro de 2021

Saiba por que o plástico é um problema para o Meio Ambiente.

 

Basta olhar a nossa volta, para ver que embalagens, frascos, e uma infinidade de utensílios são de plástico.

Uma casa no seu dia a dia consome um número bastante considerável desse material nas suas mais diversas formas. E é esse o maior problema, é um material extremamente versátil, com uma multiplicidade de aplicações, funcional e utilizado por quase todas (ou todas) as indústrias de consumo. Que consequentemente tem impacto negativo para o meio ambiente.


Mas existe uma diferença entre o plástico descartável e os plásticos criados para serem reutilizados, no entanto existem riscos associados a ambos.  

 

O plástico é insustentável.


Os plásticos são feitos de materiais insustentáveis, incluindo carvão, gases naturais e petróleo bruto.


Isso significa que o próprio processo de fabricação é péssimo para o planeta, e os plásticos resultantes não são todos recicláveis.


Frequentemente, trata-se de uma reciclagem de ciclo aberto, em que o plástico original se degrada em qualidade quando reciclado e, portanto, é transformado em outros produtos, em vez do mesmo. Isso também é conhecido como downcycling.

Além disso, infelizmente, nem todo plástico reciclável é reciclado porque nem todo é colocado num ponto de reciclagem.

 

O plástico leva muito tempo para se degradar e libertar as toxinas


Embora existam alguns plásticos que podem ser compostáveis, atualmente são muito pouco usados, provavelmente porque são mais caros de produzir. Apesar de que já existam muitas alternativas ao plástico convencional. 

Os plásticos padrão não são compostáveis ​​- na verdade, às vezes podem levar 1.000 anos ou mais para se decompor em aterros sanitários.

Ao serem deixados nos aterros ou ao ar livre, estes vão libertando químicos e toxinas nocivos para o meio ambiente.

Assim como, alguns plásticos em contacto com os alimentos ou bebidas libertam toxinas, que ao serem consumidos vão entrar no nosso organismo..

O plástico pode ser minúsculo


Quando o plástico se degrada, ele não desaparece, mas se decompõe em pedaços menores e pequenas partículas conhecidas como microplásticos.

Grânulos microplásticos propositadamente fabricados costumam existir em artigos de higiene e cosmética, tais como em cremes esfoliantes, pastas de dentes, sabonetes líquidos, sprays para o cabelo, protetores solares, etc.

Plástico prejudica a vida selvagem
 

Assim como os microplásticos, outros plásticos também se transformam em lixo, o que os torna um perigo para a vida selvagem.

Os animais consomem plástico, acreditando que seja comida, ou ficam presos em pedaços. Isso geralmente resulta em ferimentos ou morte.

As criaturas marinhas estão particularmente em risco, e as tartarugas são conhecidas por se engasgar com sacos plásticos que se confundem com alforrecas.

Os peixes comem microplásticos. Os peixes então acabam nos estômagos das aves marinhas e nos pratos dos humanos, e todos nós ingerimos as toxinas prejudiciais.

 


×